Veja a imagem das capas no Tumbrlhttp://capasdehoje.tumblr.com/

O Globo

Indecisos e infiéis são os alvos na reta final
Analistas avaliam que 28 milhões ainda devem decidir voto para presidente
Conquista dessa fatia do eleitorado será decisiva para Marina e Aécio, que buscam chegar ao 2º turno
Na reta final da campanha presidencial, os candidatos investem nos indecisos e naqueles que admitem mudar o voto, informam Cleide Carvalho e Marco Grillo. Analistas estimam que esse segmento chegue, nesta semana, a 28 milhões de eleitores (20% do total) e seja decisivo, principalmente para Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB). No Rio, candidatos apostam em estratégias distintas.

O Estado de S. Paulo

Na reta final, candidatos reforçam ação no Sudeste
Dilma e Marina vão aprofundar polarização; Aécio busca voto antipetista também em outras regiões
Os três principais candidatos à Presidência entram na última semana de campanha antes do primeiro turno concentrando esforços no Sudeste e reforçando presença nos maiores colégios eleitorais.
Líder nas pesquisas,Dilma Rousseff (PT) seguirá investindo na polarização com Marina Silva (PSB). A ex-ministra, por sua vez, tem como desafio estancar a queda nas intenções de voto e reafirmar a ideia de representante da “nova política”. Em terceiro lugar nas pesquisas,Aécio Neves( PSDB)vai insistir no discurso antipetista em São Paulo, Minas e outras regiões com potencial oposicionista.
Como a audiência no horário eleitoral da televisão aumenta na última semana, os três candidatos serão novamente apresentados aos eleitores, mas os ataques vão continuar.

Viagens

Líder nas pesquisas de intenção de voto, Dilma Rousseff foi quem visitou menos Estados. Aécio Neves lidera ranking de viagens. Pág A9

Folha de S. Paulo

PF investiga ligação entre tesoureiro do PT e doleiro preso
Vaccari é suspeito de negociar investimentos de fundos de pensão de estatais em empresas ligadas a Youssef; ele nega
A Polícia Federal investiga se investimentos de fundos de pensão de estatais em empresas ligadas ao doleiro preso Alberto Youssef foram intermediados pelo tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, informam Leonardo Souza e Mario Cesar Carvalho.
Os fundos Petros (Petrobras) e Postalis (Correios) aplicaram R$ 73 milhões e perderam quase tudo.
E-mails encontrados pela PF sugerem que Vaccari ajudou operadores do doleiro a fazer contato com o Petros em 2012, quando tentavam captar recursos para a Trendbank, administradora de fundos de investimento.

Essa empresa aplicou grande parte do dinheiro dos cotistas em papéis podres de empresas-fantasmas do esquema de Youssef.

De acordo com a polícia, recursos aplicados pelos fundos de pensão foram parar em firma de consultoria utilizada pelo doleiro para repassar propina a políticos.

Vaccari nega que tenha tido qualquer participação no esquema de Youssef. Já os fundos Petros e Postalis afirmam que não fizeram investimentos por influência do tesoureiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s