Um grupo do PMDB exigiu que a Casa Civil publique, até a próxima segunda-feira, a nomeação de indicados para 70 cargos de segundo e terceiro escalões. As nomeações fizeram parte das negociações para a provar as primeiras medidas de ajuste fiscal, propostas pelo governo. Caso as nomeações não ocorram, o PMDB ameaça não apoiar as próximas etapas dos ajustes.  Os cargos são moedas de troca frequentes, e o Planalto pretente ‘congelar’ cargos dos partidos que não o apoiaram nas primeiras votações, como PDT e PP
(Globo, Estadão)

Áudios da reunião de conselho da Petrobras mostram que Guido Mantega, então presidente administrativo do conselho da Petrobras, tentou impedir a divulgação de informações que indicavam perdas de R$ 88,6 bi no patrimônio da estatal. A posição de Mantega divergia da presidente da Empresa, Graça Foster, que defendeu a divulgação da informação – o que, de fato, ocorreu. A posição de Graça teria desagradado a Dilma. Oito dia depois do anúncio das perdas, Foster perdeu cargo. Em abril, a atual gestão da Petrobras publicou o balanço auditado. Com o novo cáculo, as perdas teriam sido de R$ 45 bi.
(Folha)

O BNDES vai limitar a 50% sua participação nos financiamentos de novas concessões, a partir de hoje. A decisão faz parte das ações do governo em reduzir oferta de crédito subsidiado. Apesar da decisão, os percentuais de participação podem ser alterados no caso de projetos que o governo considere ‘estratégicos’.
(Valor)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s