FIFA deu 5 milhões de euros à Irlanda para pôr fim ao escândalo que desclassificou o país para a Copa de 2010. Os irlandeses ficaram de fora da Copa após o gol irregular da França nas Eliminatórias. Segundo a FIFA, o dinheiro teria sido um “empréstimo” para a construção do estádio irlandês.

(Estadão)

Supermercados pressionam fornecedores para barrar novos aumentos. A pressão faz parte da estratégia para não perder clientes, num cenário de inflação alta e vendas em baixa.
(Globo)

As empreiteiras investigadas na Lava Jato tentam convencer o governo a perdoá-las pelos danos provocados à Petrobras. Em troca, oferecem o pagamento integral das indenizações. O objetivo é evitar condenações na Justiça, que impediria a realização de novos negócios com o governo. O Ministério Público tem se colocado contra qualquer discussão nesse sentido.
(Folha)

O detalhamento das operações do BNDES reforçou o debate sobre a oportunidade e validade dos investimentos e os seus custos, já que os lastros dessas operações são do  Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Entre 2007 e 2014, o BNDES desembolsou US$ 12 bi para projetos de construtoras em 11 países latino-americanos e africanos. O volume representa cerca de 2% do total dos investimentos da instituição do período. O presidente do BNDES, Luciano Coutinho, chamou de “desonestidade intelectual” as críticas, especialmente aquelas que comparam as taxas de juros cobradas nas operações de comércio exterior com aquelas destinadas ao mercado interno.  
(Valor)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s