Em plebiscito, a Grécia rejeitou os termos do acordo proposto pelos credores internacionais. 61% votaram não aos termos. O resultado contrariou as pesquisas, que indicavam uma disputa apertada. A rejeição pode agravar a situação finaceira do país e forçar a Grécia a deixar a zona do euro. Além disso, a decisão grega abre precedente para outros países questionarem as políticas de austeridades do bloco. A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, François Hollande, se reunem para articular uma resposta à Grécia.
(Globo, Folha, Estadão)

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, recomenda paciência, persistência, diálogo e persuasão para o país superar o momento de crise. Em entrevista ao Valor, Levy afirmou que a situação fiscal continua a preocupar. Segundo o ministro, os problemas do passado, os receios de falta de energia e a necessidade da Petrobras reagir às novas condições de mercado tiveram impacto na situação econômica atual. 

(Valor)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s