NA BRIGA
Dilma Rousseff perdeu mais um apoio da Câmara dos Deputados. O Líder da bancada do PMDB, Leonardo Picciani, considerado ‘dilmista ‘, foi destituido pelo partido. Em seu lugar, a legenda colocou Leonardo Quintão. A manobra teve o apoio do vice-presidente, Michel Temer. Dilma negocia com o PR a transferência de correligionários para o PMDB para que a destituição de Picciani seja revertida. Se as negociações do Planalto derem certo, a bancada do PMDB na Câmara que apoia o governo pode aumentar de 9 para 16 deputados e permitir que Picciani volte à liderança.
Depois da movimentação, Michel Temer anunciou que a convenção do partido será antecipada caso Dilma continue se intrometendo em assuntos políticos.
(Valor, Globo)
 A OPOSIÇÃO
A cúpula do PSDB anunciou sua posição pró-impeachment. O encontro reuniu o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, presidente do partido, Aécio Neves, os seis governadores tucanos e suas lideranças no Congresso. Hoje, o  partido pretende entrar com ação contra a presidente. A alegação é de que ela está usando eventos públicos para se defender
(Estadão)
OUTRO ASSUNTO
Em entrevista à Folha, o deputado Fausto Pinato, ex-relator do caso Cunha, diz que recebeu ofertas de propina ligadas ao seu parecer no Conselho de Ética. O deputado diz disconhecer os autores das propostas. Pinato era a favor da continuidade do processo de cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha. Ontem, opositores de Cunha no Conselho de Ética propuseram seu afastamento da presidência da Casa.
(Folha)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s