Gilmar diz que prisões são para mídia

GILMAR E A LAVA JATO

O ministro do Supremo, Gilmar Mendes, declarou que a Lava Jato usa as prisões preventivas para garantir mídia e apoio à Operação. A declaração foi feita em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

JANOT x GILMAR

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu o afastamento do ministro Gilmar Mendes no caso Eike Batista. Janot questiona a isenção do ministro. O escritório da mulher de Gilmar Mendes trabalharia para Eike Batista.

PREVIDÊNCIA AINDA EM MAIO

O governo pretende levar a reforma da Previdência ao plenário da Câmara entre os dias 24 e 31 de maio. A expectativa do Planalto é encerrar ainda hoje a votação do texto na comissão especial da Câmara.

RETORNO DO CRESCIMENTO 

Os resultados do grande varejo apresentou o primeiro crescimento, no primeiro trimestre do ano. Os resultados aparecem depois de dois anos de retração do setor.

Macron é o novo presidente da França

DEU MACRON 

Emmanuel Macron foi eleito o novo presidente da França. Ele ganhou por 66,06% contra 33,94% da ultranacionalista Marine Le Pen. Macron é o oitavo presidente da quinta república francesa.

DÉFICIT DE ENERGIA

O déficit de geração hídrica de energia deve passar R$ 39 bi esse ano. A projeção é da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE). O déficit de geração ocorre quando os reservatórios ficam abaixo do nível indicado.

INVESTIMENTOS 

A Agência Nacional do Petróleo estiva que, nos próximos 35 anos, haverá US$ 30 bi em investimentos para os campos de petróleo do litoral do Rio de Janeiro. Há expectativas na descoberta de reservas com, no mínimo, quatro bilhões de barris.

Sem consenso sobre prisões da Lava Jato

DIVIDIDOS

As prisões preventivas ocorridas no âmbito da Operação Lava Jato não são consenso no Supremo. O relator, ministro Edson Fachin, defende a manutenção das detenções. Gilmar Mendes, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux e Rosa Weber são a favor da liberação dos detentos. A liberação de Antonio Palocci foi enviada ao plenário do Supremo. Fachin pretende dar mais legitimidade à decisão.

CRÍTICA INTERNACIONAL

O Fundo Monetário Internacional criticou a relação entre o Banco Central e o Tesouro Nacional. A crítica foi feita em documento sobre a transparência fiscal no Brasil. O FMI critica a forma como os lucros e prejuízos do Tesouro são registrados pelo Banco Central. Para o Fundo, é difícil avaliar a posição discal e a dinâmica da dívida do governo.

EM SÃO PAULO

Brinquedotecas e salas de leitura foram fechadas pela prefeitura de São Paulo para dar lugar à salas de aula.

Reforma da Previdência passa na comissão da Câmara

VITÓRIA

A reforma da Previdência foi aprovada na comissão especial da Câmara. Dos 19 votos necessários, a proposta conseguiu 23 a favor da aprovação. Foram mais de 8 horas de discussão até a votação final.

PRÓXIMA ETAPA

O Palácio do Planalto já articula para a aprovação no plenário da Câmara. Lá, serão necessários 308 dos 513 votos.

BOLSA REFLETE MELHORAS

Nos últimos 20 dias, a IBovespa começou uma trajetória de alta. O movimento reflete as melhoras da economia.

Supremo solta Dirceu

DIRCEU É SOLTO

O Supremo Tribunal Federal (STF) revogou a prisão preventiva do ex-ministro José Dirceu. A decisão foi considerada mais uma derrota do relator da Operação Lava Jato, Edson Fachin. O STF já soltou Eike Batista, João Cláudio Genu e José Carlos Bumlai.

RIO EM GUERRA

Quadrilhas rivais deixaram nove ônibus incendiados na Zona Norte do Rio de Janeiro. Na briga por ponto de venda de drogas na Cidade Alta, as facções rivais mantiveram civis em meio a um tiroteio por mais de uma hora. Duas pessoas morreram, 42 suspeitos foram presos e 32 fuzis apreendidos. A secretaria de Segurança do estado declarou estado de atenção.

MENOS JUROS

Os 23 empresários vencedores do prêmio Executivo de Valor pediram ao governo o corte da taxa básica de juros. O prêmio é concedido pelo jornal Valor Econômico.

POST SCRIPTUM

O romance que consagrou Gabriel García Márquez – 100 anos de solidão – completa meio século

Menos 64 mil empregos no primeiro tri

EXPORTAÇÃO E EMPREGO

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregado (Caged) mostrou que 13 dos 25 setores monitorados abriram vagas com carteira assinada. Os números são do primeiro trimestre do ano. Porém, somados todos os segmentos, o resultado foi negativo. Foram fechados 64,4 mil vagas, no período. O resultado ainda é melhor que o primeiro trimestre de 2016, quando foram fechadas 303,1 mil vagas.

MENOS PESSIMISTAS

Pesquisa do Datafolha indica que os brasileiros estão menos pessimistas quanto à economia, em relação a dezembro de 2016. Dos entrevistados, 31% esperam uma piora na economia e 18% acreditam que terão uma piora pessoal.

MELHORAS

Especialistas ouvidos pelo caderno especial do Valor Econômico, Rumos da Economia, aponta que a economia ensaia uma recuperação, mas a geração de empregos ainda vai demorar para ocorrer.

NA VIZINHANÇA

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, anunciou a convocação de uma Constituinte. Maduro pretende reformar a Assembleia Nacional, hoje, de oposição. Os protestos dos venezuelanos contra o governo continuam a ocorrer.

Brasil exporta assaltantes

DO BRASIL

O maior assalto da história do Paraguai tem participação de brasileiros. As polícias dos dois países acreditam que o PCC (Primeiro Comando da Capital) esteja envolvido na ação. O presidente Michel Temer colocou a Polícia Federal à disposição para ajudar no caso.

COMO FOI

Um bando de 30 homens, com armamento de guerra, roubaram US$ 40 mi de uma empresa de transporte de valores em Ciudad del Este, na madrugada de ontem. Um policial e três bandidos foram mortos na fuga.

RESULTADO VAZOU

O resultado da licitação para conta de publicidade do Banco do Brasil vazou quatro dias antes da abertura dos envelopes. O resultado teria sido registrado em cartório na última quinta (20). Os envelopes só foram abertos nessa segunda.

MAIS SOBRE A LICITAÇÃO

Essa é a maior licitação realizada pelo governo Temer, até agora. São R$ 500 mi por um ano, renováveis por até 60 meses. A primeira colocada foi a Multi Solution. O BB diz que o processo de licitação obedeceu à legislação. E a Multi Solution nega favorecimento.

LEILÃO

O leilão de linhas de transmissão de energia, realizado nessa segunda, foi considerado competitivo. Companhias sob o controle chinês e indiano participaram da disputa. Nenhuma empresa do grupo Eletrobras participou do leilão. A EDP venceu o leilão, que deve gerar mais de R$ 12 bi em investimentos no setor.

ELA SABIA

Em depoimento à Justiça Eleitoral, os ex-marketeiros do PT, João Santana e Mônica Moura afirmaram que Dilma Rousseff sabia da existência de caixa dois na sua campanha de 2014. A defesa de Dilma nega a afirmação.