com-jor

 

O mundo muda.

A forma de comunicação muda.

O jornalismo precisa acompanhar isso.

 


Notificações por push: o jornalismo não pode ignorar

O site Méta-Media apontou 10 tendências do jornalismo e mídia para 2016. Elas incluem o novo conceito de Zero UI, o aumento da importância dos vídeos e da criação de aplicativos próprios, além da utilização otimizada das redes sociais.

Apesar de não ter sido a primeira a ser apontada, acredito que a mudança mais significativa para jornalistas e comunicadores em geral seja a notificação por push. Em 2015, esse tipo de notificação dobrou na maior parte dos países, em relação ao ano anterior. Um sinal que não pode ser ignorado.

E por quê esse tipo de relacionamento com o usuário/leitor é importante? Vejo a notificação push como uma ferramenta de fidelização e incremento de acesso. Além disso, ela é uma escolha do usuário, ou seja, ele quer receber informações. Logo, pode-se entender que ele quer acessar o seu conteúdo.É o voto de confiança supremo, ele te escolheu! Aí entra o trabalho!

Publicar no site, portal, aplicativo é fácil. Escolher e manter um fluxo saudável de notificações push, o desafio. Jornais e revistas já fazem esse tipo de notificação via seus apps. Mas eles ainda não divulgaram nenhum estudo a respeito. Ao contrário, o marketing já apresenta listas de melhores práticas, que incluem entender o usuário e colocar as ações de push dentro do plano de marketing de relacionamento. Até aí, nenhuma novidade.

Desse blá blá blá todo, o principal – e sempre na pauta – é a relação conteúdo X usuário/leitor. É preciso dar mais atenção a essa forma de relacionamento, porque ela pode ser o diferencial entre estar presente na vida do leitor ou ser mais um perdido na web.

Para saber mais:

As tendencias apresentadas pela Méta-Media estão aqui (em francês).

Um post interessante sobre como utilizar push é do Saurabh Nangia – 5 Best  Practices While Sending Mobile Notifications (em inglês), onde ele apresenta a possibilidade de clicks de acordo com o número de palavras da mensagem push e outros dados estatísticos sobre o assunto. Focado em marketing. Útil para jornalistas e divulgação de notícias!

Zero UI é um conceito interessante para saber mais e refletir como o jornalismo pode se adaptar a isso. O site Six Revision tem o texto Zero UI – The Future of Interfaces(em ingles). Bem esclarecedor. O Fast Company também fala sobre o assunto (em inglês) no post What Is Zero UI? (And Why Is It Crucial To The Future Of Design?).